Público lota teatro na primeira noite de espetáculo do ENUDP

O espetáculo Nandaia, do Grupo Flor Ribeirinha, em parceria com o Ópera Ballet e a Cia de Teatro Cena Onze, encantou todos que lotaram o teatro da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na noite desta terça-feira (27 de outubro), durante a abertura do IV Encontro Nacional Universitário de Danças Populares (ENUDP). A cada ato, os artistas no palco eram ovacionados pelo público que ficaram contagiados com os ritmos, danças e costumes cuiabanos.

A presidente do Flor Ribeirinha, Domingas Leonor saudou todos os presentes e disse que esse é um momento de realização e que só foi possível graças a Deus e todos os parceiros. “Se não fossem eles, não teríamos condições de realizar esse encontro tão bonito. Sejam bem vindos”.

O pró-reitor de Cultura, Extensão e Vivência da UFMT, Fabrício Carvalho, destacou que esse é um grande momento para a cultura de Mato Grosso, para a UFMT, onde a população terá a chance de ter exemplos dos mais importantes do que está sendo feito em termos de danças populares no Brasil.

“São quatro grandes universidades que estão em Mato Grosso para desenvolver seus projetos de pesquisa acadêmica. Então, mais do que o evento em si, será uma troca de experiência, o acúmulo acadêmico que eles trarão para nosso estado. Comemorando os 45 anos da UFMT, que está muito forte no cenário nacional. Esse encontro vem dar essa contribuição importante nesse momento”, destacou.

Fabrício Carvalho disse ainda que a presença do Governo do estado, na pessoa do secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Leandro Carvalho, reforça os laços culturais de fidelidade. “Essa parceria demonstra o quanto é importante unir esforços em prol do movimento cultural e das ações voltadas para a cultura. Esse é um momento muito feliz para nós, com essa parceria, pois são avanços nas políticas estruturantes para a cultura. É um momento que marca um novo caminho para Mato Grosso”.

Um evento como esse mostra a força da cultura brasileira. Essas são as palavras do secretário Leandro Carvalho, ao definir a importância do ENUDP. Segundo ele, os grupos participantes são referências em seus estados e têm uma ligação profunda com as danças  folclóricas do Brasil. “Esta é uma forma também deles se aprofundarem um pouco mais no nosso universo cultural, levando toda essa bagagem pra casa”, frisou.

O secretário ressaltou a importância dessa ação em conjunto da UFMT e Governo do Estado e disse estar entusiasmado com essa parceria. “Talvez essa seja a parceria mais ambiciosa entre ambas instituições e isso é muito importante. A sociedade mato-grossense tem muito a ganhar com essa aproximação. Outros projetos estão sendo planejados, muitas ideias e muita vontade de construir juntos frentes  de trabalho que possam ser revertidas em benefícios para a população”.

Leandro Carvalho lembrou quando o pró-reitor levou o convite para a parceria na realização do ENUDP. “Nós aceitamos por ser um evento que congrega riqueza cultural, um evento muito forte com quatro universos ricos e singulares”.

Para o coordenador do Grupo Oré Anacã, do Ceará, Marcos Campos, esse evento é importante justamente para mostrar que a universidade e a cultura popular dialogam e os grupos entram, exatamente com essa perspectiva, que é importante  a universidade como um espaço para poder valorizar esse tipo de cultura. “Isso faz parte da nossa identidade, cuiabanos, cearenses. Esses grupos culturais acreditam que as universidades podem fazer essa parceria de mão dupla”.

Marcos disse que o Oré Anacã tem uma identidade de pesquisa muito forte, tanto no Nordeste, como no Norte do país e já realizaram pesquisas em cidades como Partintins, Santarém, Carimbó e Belém. “Temos cerca de 12 coreografias, com as principais danças do nordeste e é o que vamos apresentar no ENUDP, na sexta-feira. São coreografias com base nessas pesquisas que já realizamos em culturas riquíssimas”, finalizou.

Nesta quarta-feira quem se apresenta é o Grupo Tchê, trazendo o espetáculo ‘Sul da América do Sul’. Já na quinta-feira o grupo de Minas Gerais, Rosários apresentará o espetáculo ‘Festança’ e na sexta-feira, o grupo cearense, Oré Anacã vai trazer a apresentação ‘Entre Penas e Contas’. Todas as apresentações começarão às 19h30.

Os ingressos para ver os espetáculos, no valor de R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia),  já estão disponíveis na bilheteria do Teatro da UFMT, no guichê do Ingressos MT, no Shopping Três Américas e também pelo site:http://www.guicheweb.com.br/evento/2552

Para conferir a programação completa, acesse: www.ufmt.br/enudp

Redes Sociais