PC investiga se ex-secretário Pedro Nadaf tem 37 imóveis em Cuiabá

Documento apreendido pela Polícia Civil na sede da Fecomércio (Federação do Comércio de Mato Grosso) durante mandado de busca e apreensão autorizado pela Operação Sodoma, revela a suspeita de que o ex-secretário de Estado, Pedro Nadaf, é proprietário de 37 imóveis somente em Cuiabá. A anotação foi apreendida numa agenda em propriedade da assessora direta, Karla Cecilia de Oliveira Cintra, que é também réu na operação e hoje usa tornozeleira eletrônica.

Os imóveis estão localizados nas principais vias como as Avenidas 15 de Novembro e Beira Rio e as ruas Antônio Maria e Galdino Pimentel. Há ainda a citação de imóveis de alto padrão como edifício Clarice Lispector, ecovita Ideale, condomínio Del Rey, Florais do Valle, Garden Bosque da Saúde, Monrealy, Pantanal e São Sebastião.

Somadas, as propriedades dos imóveis ultrapassam a quantia de R$ 20 milhões. Não há citação, no entanto, de que dinheiro ilícito tenha sido usado pelos investigados para adquiri-los ou levantada alguma suspeita de enriquecimento ilícito para aquisição.

No entanto, em outro trecho do inquérito, a Polícia Civil solicitou informações a construtoras de imóveis de alto padrão como a Plaenge para saber a origem de cheques emitidos por Pedro Nadaf e Karla Cintra para compra de imóveis de alto padrão em Cuiabá. Em relatório formulado pelo delegado Lindomar Aparecido Toffoli, é citado que foram apreendido diversos documentos dentre os quais estava uma agenda contendo dados particulares de Kátia Cintra e Pedro Nadaf.“Foi possível observar que existem diversas anotações referentes a imóveis que possivelmente seria de Karla e Pedro Nadaf, e que também foi encontrada uma folha de papel A4 avulsa com os dizeres “IPTU – Imóveis Pedro Nadaf. Sendo que os dados contêm nomes que fazem referência aos imóveis e suas respectivas inscrições no Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) da Prefeitura Municipal de Cuiabá”, diz um dos trechos.

Nadaf está preso desde o dia 15 de setembro do ano passado sob acusação de participar de um esquema de venda de incentivos fiscais no Estado. Também estão detidos no centro de custódia de Cuiabá o ex-secretário de Fazenda, Marcel Souza Cursi, e ex-governador Silval Barbosa (PMDB). 

imoveis-sodoma.jpg

 

 

 

imoveis-sodoma2.jpg
 
Site Folha Max

Redes Sociais