FIT Pantanal deve reunir cerca de 100 mil pessoas

Com o objetivo de promover e divulgar os produtos turísticos do Estado em âmbito nacional e internacional, a Feira Internacional de Turismo do Pantanal espera reunir mais de 100 mil pessoas e movimentar cerca de R$ 10 milhões. A informação foi dada nesta terça-feira (23) durante a apresentação da programação oficial do evento à imprensa feita pelos secretários de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo, e o adjunto de Turismo, Luis Carlos Nigro, juntamente com representantes do Trade Turístico.

A FIT Pantanal será realizada entre os dias 20 e 24 de abril e contará com cerca de 200 expositores, 50 municípios, 27 estados e 44 estados subnacionais de seis países da América do Sul. São eles Paraguai, Argentina, Bolívia, Chile, Peru e Brasil.

De acordo com o titular da Sedec a meta da atual gestão é transformar o turismo em um dos pilares de desenvolvimento econômico do Estado, a exemplo do agronegócio. A FIT faz parte das ações de planejamento estratégico para divulgar esse potencial turístico. “A feira será um marco para que as pessoas, além de fazer negócios em turismo, divulguem esse conceito de integração e as potencialidades de Mato Grosso”.

Ele disse ainda que o Estado vem atuando fortemente em três frentes para alavancar o turismo. “Estamos trabalhando um tripé como estratégia: infraestrutura, qualificação de mão-de-obra e promoção e divulgação. A FIT entra como parte dessa divulgação, pois precisamos vender nosso potencial e esse evento será uma excelente oportunidade, pois quem não é visto não é notado”, disse.

Uma mostra dos produtos associados ao turismo vai apresentar as belezas naturais e o potencial das diferentes regiões. Além disso, ela traz uma visão de desenvolvimento sustentável, promovendo os ecossistemas Pantanal, Cerrado, Amazônia e a região do Araguaia.

Luis Carlos Nigro lembra que a presença dos municípios com potencial turístico e as promoções nas vendas de pacotes que serão feitas durante o evento irão proporcionar várias oportunidades para aqueles que querem conhecer as belezas naturais do Estado.

“Teremos uma mega promoção de pacotes e viagens dentro do Estado, para quem deseja conhecer Mato Grosso, que só poderá ser encontrada durante o evento”, disse.

O presidente do Sindicato das Empresas de Turismo de Mato Grosso (Sindetur), Orian Gutierrez, um dos representantes do trade turístico, ressaltou a valorização que a atual gestão tem dado ao setor. Para ele o turismo está virando uma página a partir de agora. “É um grande momento para nós empresários do setor turístico esta parceria. Estamos felizes com a inciativa do governo em priorizar o turismo com capacitação e infraestrutura e divulgação. A feira retorna após oito anos, com um novo formato e com foco em negócios. Isto é muito bom para o setor”, garantiu.

Com o apoio do Ministério do Turismo e do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Prefeitura de Cuiabá, Senac, Sebrae, Sesc, Fecomércio, além de outras entidades, o evento contará também com conferências de renomados palestrantes nacionais e internacionais. 

Programação

Com o tema “Turismo, um grande negócio”, o evento será dividido em duas etapas. A primeira acontece no Centro de Eventos Pantanal entre os dias 20 e 22 com rodadas de negócios e vários eventos paralelos como a reunião da Zona de Integração do Centro-Oeste Sul-Americano (Zicosur); os fóruns nacionais de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur) e de Dirigentes Estaduais de  Turismo da Amazônia Legal (CNtur); os encontros da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), de Negócios na Expotur (Salão do Turismo), de Guias de Turismo e dos Clubes da Melhor Idade, além de painéis temáticos e exposição.

Já nos dias 23 e 24, o evento migra para a Arena Pantanal e o “Vem pra Arena Turismo”, será focado em atividades de aventura e lazer.

Nesse segundo momento diversas atrações serão destinadas ao público. Entre elas a feira dos municípios com potencial turístico, apresentando as riquezas das regiões de Mato Grosso, passeio ciclístico, encontro de motociclistas, feiras gastronômica e de artesanato, exposição náutica e apresentações culturais.

A presidente do Sindicato de Eventos de Mato Grosso (Sindieventos), Alcimar Moretti Coelho, explicou que feira vai funcionar de forma organizada e dividida em duas partes com áreas destinadas aos vários segmentos do turismo. “No Centro de Eventos do Pantanal teremos espaço para as pousadas, hotéis, operadoras de turismo, companhias aéreas e outros setores. Já o turismo de eventos, esportes, pesca e aventura será contemplado na Arena Pantanal”, finalizou.

Redes Sociais