Prefeitura de Várzea Grande paga salários nesta sexta-feira(29)

“Pagar salários é uma obrigação, mas também é uma demonstração de respeito para com o servidor público ou para com qualquer outro trabalhador até porque o cidadão que é o patrão de nós todos no serviço público e só deseja ser bem atendido em suas pretensões”, disse a prefeita Lucimar Campos ao reafirmar seu compromisso de manter a regularidade no pagamento dos salários dos trabalhadores.

Lucimar Campos assinalou que já havia alertado aos demais prefeitos em reunião ampliada que a arrecadação de impostos se encontra em viés de queda e isto iria impor aos gestores medidas de contenção de despesas principalmente para não permitir atrasos no pagamento de salários e a não execução de políticas públicas essenciais como saúde, educação, segurança, social e obras.

“As previsões estão todas caindo por terra e na minha compreensão muito mais por questões políticas do que propriamente por questão econômica, pois no Brasil política e economia caminham juntas”, disse a prefeita.

O secretário de Gestão Fazendária, Edson Roberto Silva informou a quitação para sexta-feira, 29, da folha de pagamento dos servidores municipais referente ao mês de abril. “Os valores serão depositados nesta quinta-feira e disponibilizados no dia 29 (sexta-feira), antes de fechar o mês”, disse o secretário. Cerca de R$ 17 milhões serão injetados na economia do Município antes da virada do mês.

“Apesar das dificuldades que a administração municipal de Várzea Grande tem encontrado por causa principalmente do resultado na baixa arrecadação do ICMS que é de competência do Governo do Estado e das transferências constitucionais realizadas pelo Governo Federal, a ordem da prefeita Lucimar Campos é priorizar a folha de pagamento dos funcionários municipais que despeja mensalmente no comércio e indústria mais de R$ 17 milhões fazendo circular a economia local, estadual e municipal”, disse o titular da Gestão Fazendária.

Edson Roberto Silva lembrou que a instabilidade política vivenciada pelo governo federal tem praticamente estagnado o Brasil e que isto se reflete pesadamente na economia do Estado e dos Municípios.

Desde que assumiu a administração do Município, em maio de 2015, essa é a 11ª folha salarial paga dentro do mês corrente e de forma ininterrupta, sem contar com o pagamento do 13º salário realizado em dezembro do ano passado, lembra a prefeita Lucimar Campos.

Edson Roberto Silva reforça que a prioridade no pagamento dos salários reflete diretamente no movimento comercial da cidade, “além de dar tranquilidade aos servidores que prestam relevantes serviços ao Município, sabemos o quanto a pontualidade na quitação da folha é importante para o giro financeiro e econômico do comércio, indústria e prestação de serviços da nossa cidade. Os empresários sabem hoje que podem contar com os recursos que advém da folha de pagamento dos servidores”, disse ele.

Redes Sociais