Edu Gaspar confirma a saída de Guerrero do Corinthians

Acabou a relação entre Paolo Guerrero e Corinthians. A diretoria anunciou em nota oficial na manhã desta quarta-feira, no site do clube, a dispensa do peruano - às vésperas do Dérbi contra o Palmeiras, domingo, em Itaquera, jogo que também não deve ter a participação de Emerson Sheik.

Pouco depois da divulgação da nota sobre Guerrero, o gerente de futebol Edu Gaspar foi à sala de imprensa para explicar a decisão:

– Estou representando o presidente Roberto de Andrade. A partir de hoje, Paolo Guerrero não faz mais parte do nosso elenco, está liberado. Não vai mais participar das nossas atividades. Hoje já está liberado, não vai participar do jogo contra o Palmeiras. Nós, como clube, liberamos para que ele possa seguir a vida que deseja – disse Edu Gaspar.

– Gostaria de falar a verdade, 100%, sem omitir nenhum tipo de informação. Ontem o Roberto de Andrade recebeu uma ligação do agente do atleta, explicando o desconforto que ele está vivendo dentro do clube. E aí veio o pedido de liberação. Logo após a ligação, o presidente veio ao CT, esteve comigo, Tite e comissão técnica. Expôs o problema. Achamos conveniente liberar o atleta, porque queremos todos 100% envolvidos aqui e com a cabeça aqui. Queremos todos os atletas aqui de corpo e alma – emendou o dirigente.

 

Autor do gol mais importante da história do Timão - o do título mundial contra o Chelsea, em 2012 -, Guerrero tem agora caminho livre para acertar com qualquer clube. O Flamengo é o principal interessado, e o Corinthians entende que o Rio de Janeiro deve ser o destino do centroavante. O peruano se apresenta na próxima semana para a disputa da Copa América, pela seleção do Peru.

Redes Sociais