Amanhã é o último prazo para pagamento do IPTU com 20% de desconto em Várzea Grande

 A prefeitura de Várzea Grande, por meio da secretaria municipal de Gestão Fazendária, alerta os contribuintes para o prazo final do vencimento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) com desconto de 20%, que se encerra amanhã, dia 15 de julho. Inicialmente, a data terminava em 24 de junho, mas foi estendida pelo Município para que mais contribuintes pudessem usufruir do benefício.

Até amanhã, os contribuintes que estiverem sem débitos e optarem pelo pagamento à vista, terão desconto de 20% sobre o vencimento 2016. Para quem estiver com tributos anteriores em atraso, ao optar pelo pagamento à vista do exercício 2016, receberão desconto de 5% para quitação em cota única.

O parcelamento pode ser feito em até seis vezes, mas para isso, o valor de cada uma das mensalidades não pode ser inferior a 5 Unidades Fiscais Padrão (UPF) do Município, atualmente cotada a R$ 25,67.

Desde o mês de junho, a secretaria de Gestão Fazendária está enviando os boletos referentes ao IPTU 2016 via Correios e disponibilizando o acesso à guia  no site institucional do Município (www.varzeagrande.mt.gov.br), no qual o imposto pode ser emitido e posteriormente pago em qualquer agência bancária ou terminais de autoatendimento.

Por meio da internet também é possível optar pelo pagamento em cota única ou parcelar o débito em até seis vezes sem juros. “O contribuinte que ainda não tiver recebido seu boleto do IPTU via Correios até o momento pode emitir a guia via internet para assegurar o desconto e pagar o imposto em dia ou se preferir pode vir até o Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC), localizado no Paço Municipal, e solicitar a sua guia”, explica o secretário de Gestão Fazendária de Várzea Grande, João Benedito Gonçalves Neto.

O secretário alerta que quem perder o prazo para o pagamento será inscrito em dívida ativa e estará sujeito à execução do débito e negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito.

O secretário João Benedito esclarece que os contribuintes com débitos de exercícios anteriores podem procurar o Centro de Atendimento ao Contribuinte (CAC), para regularizar a situação e então poder usufruir do desconto de 20% para quitação do IPTU 2016 em cota única. “Os débitos podem ser renegociados e o contribuinte pode obter o benefício dos descontos de até 80% sobre juros e multas. O IPTU é fundamental para que a prefeitura mantenha a rotina de investimentos em obras de infraestrutura e de serviços essenciais, como vem fazendo nos últimos 12 meses, como as recentes obras de recuperação da malha viária da cidade”.

Ainda como reforça o secretário, por meio dos recursos originados pelo pagamento do IPTU o Município investe em serviços de iluminação, saúde, educação e infraestrutura, que levam benefícios e qualidade de vida ao varzeagrandense. “Nos últimos meses, a atual gestão reinaugurou escolas, creches e está para entregar mais uma ala reformada do Pronto-Socorro e a UPA do Ipase”. O IPTU é um dos recursos responsáveis pela formação da receita municipal e que se transforma em serviços e ações pela Administração Municipal. Estamos revertendo em serviços os recursos arrecadados via impostos, em melhorias para a população”, disse.

EMISSÃO – Ao acessar a página www.varzeagrande.mt.gov.br, o contribuinte terá a sua frente um banner. Clica nele e imediatamente o site oferecerá as opções de pesquisa sobre o imposto, que pode ser feita via CPF, CNPJ ou inscrição imobiliária. Ao informar o número, o contribuinte terá acesso ao histórico e opta pelo exercício que vai pagar e a forma de quitação, se à vista ou parcelada. A escolha permite emissão e impressão da guia/boleto, que pode ser paga até o dia 24 de junho em qualquer rede bancária, terminais de autoatendimento, celular e internet banking.

O secretário de Gestão Fazendária chama à atenção dos contribuintes para duas informações importantes. Os correntistas da Caixa Econômica que optarem pelo canal de autoatendimento deve fazê-lo por meio do campo ‘pagamento de boleto’ e não pelo campo ‘tributos municipais’.

Para emissão do boleto no site do Município, o secretário frisa que a melhor opção para se ter acesso ao histórico do IPTU é informando o número da inscrição imobiliária. “Muitos contribuintes estão sem atualizar seus dados junto à base de dados do Município e por isso, ao informar o CPF, o documento pode não estar vinculado à matrícula imobiliária e por isso, não gerar o boleto referente ao exercício 2016. Pedimos sempre para que mantenha seu cadastro atualizado junto ao banco de dados da Receita Municipal”.

 

Da Assessoria

Redes Sociais