Prazo final do recadastramento dos servidores públicos é prorrogado para esta sexta-feira (02.09)

A Secretaria de Estado de Gestão (Seges) prorrogou para até esta sexta-feira (02.09) o prazo para atualização cadastral anual dos servidores e empregados públicos do Estado de Mato Grosso. O prazo havia se encerrado na quarta-feira (31.08), mas devido ao número de pessoas que ainda precisam finalizar o processo, a gerência de Indicadores de Pessoal da Seges optou por deixar o sistema no ar por mais dois dias. Dos 47.971 servidores e empregados públicos ativos, 1.467 ainda não finalizaram o recadastramento.

De acordo com relatório da Gerência de Indicadores de Pessoal da Seges, esses servidores são de secretarias como a de Saúde, Educação, Agricultura Familiar, Ciência, Tecnologia e Inovação, Justiça e Direitos Humanos, Polícia Judiciária Civil, Gabinete de Desenvolvimento Regional, Departamento Estadual de Trânsito e Perícia Oficial e Identificação Técnica.

O secretário adjunto de Gestão de Pessoas, Joelson Matoso, alerta os servidores que ainda não se recadastram para a possibilidade de suspensão dos salários a partir deste mês. “Pedimos a quem ainda não finalizou, que termine o processo, porque senão ficarão sem receber este mês”, disse.

Em 2015 cerca de dois mil servidores não fizeram a atualização cadastral anual e tiveram os salários suspensos até que a situação fosse regularizada. Números que a Seges não quer que se repitam novamente.

A atualização cadastral é feita em duas etapas. Os servidores públicos ativos devem primeiro fazer a parte online, preenchendo a declaração de efetivo exercício e entregando-a em seguida ao habilitador de seu órgão para que seja validada a atualização. Após essa validação ele volta ao portal e finaliza o processo.

Já o empregado público deve primeiro procurar o habilitador de seu órgão, preencher a declaração de efetivo exercício para obter o código validador de assiduidade, para então fazer o procedimento virtual pelo site.

Após a conclusão de todas as etapas, é gerado um número de protocolo, assegurando ao servidor que o registro foi realizado e encaminhado com sucesso.

Ficam desobrigados da atualização cadastral anual do ano de ingresso, os servidores e empregados públicos que ingressaram no serviço público a partir de 1º de julho de cada ano.

A obrigação de proceder a atualização cadastral anual estende-se aos servidores e empregados públicos que se encontram cedidos, afastados, permutados ou licenciados.

 

Da Assessoria

Redes Sociais