Governo assume compromisso de regularizar duodécimos dos poderes em atraso

O Governo do Estado assinará na próxima semana um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os poderes legislativo, judiciário e órgãos auxiliares como o Tribunal de Contas e o Ministério Público para equacionar os atrasos nos repasses do duodécimo. A decisão foi tomada na manhã desta terça-feira (06.09) durante reunião no Palácio Paiaguás entre o governador Pedro Taques e os presidentes do TCE-MT, conselheiro Antonio Joaquim; do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo da Cunha; do Ministério Público, procurador Paulo Prado; e do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, deputado Ondanir “Nininho” Bortolini (PSD).

A proposta do TAC foi feita pelo chefe do MPE e seu teor será definido por uma comissão formada por representantes de todos os poderes, instituições, e respectivas assessorias jurídicas. A expectativa é que a minuta do TAC esteja pronta para assinatura na próxima segunda-feira, dia 12.

Segundo o presidente do TCE, conselheiro Antonio Joaquim, durante a reunião o governador Pedro Taques e o secretário estadual de Fazenda, Seneri Paludo, apresentaram o fluxo de caixa do Estado nos últimos 30 dias e asseguraram o repasse da quarta parcela dos duodécimos relativa às despesas de custeio e folha de pessoal do mês de setembro.

Para o conselheiro, a assinatura do TAC dará garantias legais aos acordos verbais de colaboração já firmados entre os poderes e instituições e que visam auxiliar o Poder Executivo a atravessar esse momento de crise financeira. “Isso evitará que alguém possa questionar a legitimidade e a legalidade desses atrasos. É uma demonstração de responsabilidade dos poderes, de compreensão e de determinação de legalizarmos toda essa situação”, disse Antonio Joaquim.

 

Fonte: Folha Max

Redes Sociais