Deputado denuncia calote em emendas e ameaça migrar para a oposição na AL

Em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira, o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) deu um "ultimato" e ameaçou sair da base de sustentação do governador Pedro Taques (PSDB) e migrar para a oposição. O motivo é o não cumprimento por parte do poder executivo de um acordo feito com o parlamentar para envio de verbas para a unidade de Juara da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

De acordo com o parlamentar, o acordo era de que ele destinaria R$ 2,5 milhões de suas emendas para a universidade e que o governo também faria o mesmo. Segundo o deputado, a promessa não foi cumprida pelo executivo estadual.

A verba era para a realização do vestibular para o curso de Agronomia. “Estou sendo tachado de mentiroso na minha base em relação a Unemat. Eu fiz um entendimento com o governo do Estado e aportei R$ 2,5 milhões da minha emenda para o ensino superior do município de Juara e combinei com o governador que a cada 1 real que eu colocasse, ele colocaria mais um. Seria um repasse de R$ 5 milhões por ano.  Fui surpreendido com a reitora cancelando o vestibular do curso previsto, simplesmente porque o governo não cumpriu nem mesmo com a minha parte, da minha emenda, que não foi paga. A parte deles, também não se cumpriu”, lamentou. 

O parlamentar destacou que o compromisso foi feito com ele juntamente com a reitora da Unemat, Ana Maria Di Renzo. Ele lembrou que em reunião no gabinete do governador, houve a garantia que que o curso de Agronomia receberia o aporte de R$ 5 milhões.

O deputado exigiu, no final do seu discurso, uma solução para o caso. “Não dá para dimensionar o prejuízo político que o governo do Estado está me dando na região de Juara, tratando um parlamentar desta maneira. Deputado este que a vida inteira consolidou nesta Casa uma defesa do interesse do governo. Apanhamos como cachorro quando sai a mudança dos funcionários públicos na época do RGA, defendendo os interesses do governo. E agora colocam um deputado que é da base do governo numa situação constrangedora como essa".

Caso não seja atendido e o vestibular seja efetivamente cancelado, Bezerra anunciou que migrará para o grupo oposicionista ao governador. "Ainda está em tempo, mas se não o fizer, eu sinto muito, mas vamos mudar a metodologia de condução aqui no parlamento estadual. Ou resolve esta questão da Unemat ou realmente abandono a base e não quero saber absolutamente nada de acompanhar governo nenhum”, ameaçou.

 

Site Folha Max

Redes Sociais