Taques rebate e aconselha deputada a fazer CPI por desvio de R$ 500 mi na AL

O governador Pedro Taques (PSDB) recomendou aos deputados estaduais a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a suspeita de desvio de dinheiro na ordem de até R$ 500 milhões dos cofres da Assembleia Legislativa nos últimos 20 anos. A declaração foi dada na manhã desta terça-feira (7) durante a inauguração do Viaduto Walter Rabello que compõe o Complexo Viário do Tijucal em Cuiabá.

Ele foi questionado se concordava com a abertura de uma CPI para investigar a previdência de Mato Grosso, o que é uma proposta da deputada estadual Janaína Riva (PMDB). A parlamentar é filha do ex-deputado estadual José Riva (sem partido), acusado pelo Ministério Público Estadual (MPE) de agir em conjunto com o ex-deputado estadual Humberto Bosaipo e outros servidores públicos na década de 90 e meados dos anos 2000 para desviar dinheiro da Assembleia Legislativa.

Os valores atualizados corresponderiam até R$ 500 milhões. “Toda CPI é importante, mas não me cabe discutir se tem que ter ou não CPI. Se eu fosse discutir uma CPI, eu daria uma ideia sobre investigar o roubo de R$ 500 milhões que o Ministério Público diz que existiu”, disse.

A deputada estadual Janaína Riva diz ter recolhido assinaturas suficientes para a abertura de uma CPI para investigar a previdência de Mato Grosso. No entanto, ainda não foi autorizada a sua criação pela Mesa Diretora

 

Fonte FolhaMax

Redes Sociais