Deputado Fábio Garcia é destituído da presidência do PSB de MT por descumprir orientação do partido

O voto do deputado federal Fábio Garcia (PSB) a favor da reforma partidária já trouxe a primeira punição. O deputado mato-grossense descumpriu a orientação partidária, que era pelo voto contrário ao projeto do Governo Federal. A informação é do jornalista Magno Martins.

Nesta quinta-feira, o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, destituiu Garcia da presidência do partido no Estado. Além dele os deputados Maria Helena, de Roraima; Danilo Forte, do Ceará, e Tereza Cristina, do Mato Grosso do Sul também deixam o comando dos diretórios do partido nos respectivos estados.

Além da destituição da presidência do diretório, o deputado pode sofrer outras sanções por conta do posicionamento. Isso porque, qualquer filiado pode representá-lo na Comissão de Ética da legenda. Neste caso, Garcia estaria sujeito apenas que vão desde advertência até a desfiliação por infidelidade partidária.

A decisão da executiva nacional do PSB pelo voto contra as reformas, que inclui ainda a da Previdência, ocorreu na noite da última segunda-feira (24). Na ocasião, Fábio Garcia defendeu que a legenda “liberasse” os deputados para votarem de acordo com o sua consciência. 

O mato-grossense já havia votado contra a proposta na comissão especial que discutiu a reforma trabalhista.

BANCADA

Além de Garcia, praticamente toda a bancada do Estado foi favorável O único voto contrário foi do deputado federal Ságuas Moraes (PT). O deputado Adilton Sachetti (PSB) não compareceu a sessão em virtude do falecimento de sua esposa, Rose Sachetti, na última segunda-feira.

 

Fonte: Site Folha Max

Redes Sociais