Ex-governador Silval deve apresentar avião para Estado decidir se irá aproveitá-lo

A juíza Selma Rosane Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou que seja feita uma inspeção para avaliar a aeronave do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), colocada a disposição da Justiça como forma de ressarcimento pelos danos causados ao Estado. A magistrada cobrou que a defesa do ex-governador apresente a aeronave para avaliação.

A inspeção será realizada pela empresa Goiás Manutenção de Aeronaves. “Intime-se a defesa de Silval da Cunha Barbosa, a fim de que apresente, no prazo de 10 (dez) dias, a aeronave prefixo PT- VRX, modelo EMB-810D, ao CIOPAER, a fim de que a empresa Goiás Manutenção de Aeronaves proceda à inspeção solicitada”, determinou Selma.

O avião bimotor Sêneca, modelo EMB-810 D, com capacidade para transportar 6 pessoas foi avaliado por Silval Barbosa por R$ 900 mil. Porém, o valor “real” da aeronave será apurado após realização da perícia.

Em julho, a magistrada enviou um ofício à Secretária de Segurança Pública (Sesp) se havia interesse na posse da aeronave. Em resposta, o secretário Roger Jarbas solicitou que o bimotor passasse por uma inspeção para que fosse verificado as condições reais do avião.

Além da aeronave, o ex-governador entregou ao Estado um lote urbano, localizado no município de Sinop, com 2.500 metros quadrados. Assim como um imóvel e uma edificação em Cuiabá, localizado no Parque Cuiabá. 

Silval também disponibilizou fazendas ao Poder Judiciário. O Intermat também requereu alguns documentos para fazer avaliação das áreas para responder se irá se apropriar dos imóveis rurais ou autoriza que vão a leilão. 

“Ainda em relação aos imóveis rurais, intime-se a defesa de Silval da Cunha Barbosa para que apresente à SEGES, em 10 (dez) dias: d1. Processamento da base de apoio utilizada no levantamento dos imóveis (1 via impressa); d2. Processamento dos vértices utilizados no levantamento dos imóveis (1 via impressa); d3. Planilha de cálculo analítico das áreas (1 via impressa). d4. Mídia digital com todos os arquivos constantes nos itens “c2”, “d1”, “d2” e “d3” gravados e rganizados em pastas e arquivos, sendo a planta em extensão .dwg ou .dxf, e os demais em extensão .doc ou .pdf.”. diz a decisão. 

Consta nos autos que, também no prazo de 10 dias, os imóveis urbanos passem por avaliação oficial da secretaria de Estado de Cidades.  

O ex-governador teve sua prisão revertida para domiciliar, após confessar crimes e disponibilizar a Justiça mais de R$ 46 milhões em bens. Silval é acusado de um esquema de pagamento de propina para empresas e desvio de dinheiro público durante a gestão no governo do Estado.

BENS 

Para ser colocado em prisão domiciliar, em junho deste ano, o ex-governador Silval Barbosa colocou R$ 46 milhões de seu patrimônio a disposição da Justiça. Constam fazendas, imóveis urbanos e uma aeronave.

O bem mais valioso é a Fazenda Serra Dourada II, de 4,1 mil hectares, na zona rural de Peixoto de Azevedo, avaliada em R$ 33.144.381,55 milhões. Outra fazenda colocada a disposição, denominada Lagoa Dourada 1, é avaliada em R$ 10.497.101,23 milhões. A área, também na zona rural de Peixoto de Azevedo, possui 1,2 mil hectares.

O terceiro bem de maior valor colocado a disposição da Justiça pelo ex-governador é um imóvel localizado na Rua Amsterdã, bairro Rodoviária Parque, em Cuiabá. Ele foi avaliado em R$ 1.223.207,34 milhão. O ex-governador ainda disponibilizou a Justiça uma aeronave prefixo PT- VRX, modelo EMB-810D. O avião é avaliado em R$ 900 mil.  Silval ainda disponibilizou um terreno na zona urbana de Sinop avaliado em R$ 860 mil. O lote tem 2,5 mil metros quadrados.

 

Fonte: Site Folha Max

Redes Sociais