Ministro anuncia liberação de recursos para retomada das obras do campus da UFMT em VG

Na manhã de quinta-feira (15.03), o ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou a liberação de recursos da ordem de R$ 8,5 milhões para a retomada das obras do Campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Várzea Grande. Além do vice-governador, Carlos Fávaro, e da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, também acompanharam a visita do ministro no campus do Chapéu do Sol a reitora da Universidade Federal de Mato Grosso, Myrian Serra, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, o deputado federal, Fábio Garcia e o deputado estadual  Dilmar Dal’Bosco.  

Na oportunidade, Fávaro anunciou a retomada da construção da ponte do rio Pari, uma nova ligação entre os municípios de Várzea Grande e Cuiabá. “Com a retomada das obras do campus, por meio de uma parceria entre o governo federal, governo de Mato Grosso, prefeitura e iniciativa privada, temos que garantir infraestrutura para possibilitar o desenvolvimento dessa região. Em função disso, o Governo do Estado publicou, na última sexta-feira, a retomada das obras da ponte”, informou.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura Logística (Sinfra), a ponte tem 60 metros de comprimento, está orçada em R$ 5,3 milhões e irá desafogar o trânsito e melhorar o acesso da população que transita entre as duas cidades. A estrutura de concreto, que já está sendo construída, será entregue até o final de 2018. A obra faz parte do programa Pró-Concreto, que prevê uma centena de obras importantes que serão realizadas no estado.

Em sua primeira visita a Várzea Grande, o ministro agradeceu o governo pela parceria e receptividade e destacou que não faltarão recursos para o andamento da obra. “Essas obras estão paralisadas por conta de uma implicação direta com relação à falta de recursos e da necessidade que seja relicitada, já que a empresa responsável faliu. Já estão disponíveis R$ 5,5 milhões e mais de R$ 3 milhões que serão liberados como suplementação para que obra possa ser entregue à comunidade acadêmica”. A nova licitação ficará a cargo da UFMT.

O vice-governador também informou que o governo do estado lançará, em breve, as obra do Parque Tecnológico. “A licitação já foi finalizada e vamos dar ordem de serviço. A educação é a grande revolução que o Brasil precisa e a retomada dessa obra significa que iremos qualificar os jovens do nosso estado com competência e qualidade”, comentou Fávaro, lembrando que o governo está construindo oito novas escolas técnicas em todo o estado.

O Parque Tecnológico MT

É um ambiente voltado à criação, desenvolvimento, disponibilização de soluções tecnológicas e atração de empresas inovadoras ao mercado. É esse o conceito de projeto arquitetônico do Parque Tecnológico de Mato Grosso. Ao todo, serão 80 hectares para o Parque, sendo 16 deles para áreas públicas e 64 hectares para a iniciativa privada.

Estão em processo de instalação também na região, a anexa da Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – IFMT e do campus da Universidade de Mato Grosso -UNEMAT.

“A licitação do Parque já foi finalizada e as obras iniciam em abril. São R$ 8 milhões em investimentos em um complexo de inovação que vai movimentar mais de 1,3 mil empregos diretos e indiretos em toda região”, explicou o secretário de Ciência e Tecnologia e Inovações (Secitec), Domingos Sávio.

 

Fonte: Da Assessoria

Redes Sociais