Governador se reuniu com investidores internacionais em busca investimentos para preservação ambiental

Em Barcelona, na Espanha, para reunião anual da Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas (GCF), o governador Pedro Taques busca investimentos para Mato Grosso, levando em consideração a preservação ambiental no estado. Líder dos governadores da Amazônia Legal, o chefe do Executivo Estadual aproveita esta terça-feira (16) para tratar do assunto junto a investidores internacionais. 

Taques já conversou com investidores da Noruega, Alemanha e dos Estados Unidos. A ideia, segundo ele, é buscar o apoio desses investidores para dar respaldo a políticas de preservação ambiental, ajudando o Estado a manter a floresta em pé por meio de concessão de benefícios aos proprietários. 

“Como o governo federal está fazendo ajuste fiscal e, ao mesmo tempo, o Estado de Mato Grosso trabalha pelo fortalecimento das políticas ambientais, sem a queda na produção, estamos fazendo esse movimento de buscar recursos de órgãos internacionais. É por isso, também, que é muito importante a nossa interação junto aos demais governadores da Amazônia Legal”, disse o governador. 

Acompanhado da secretária de Meio Ambiente, Ana Luiza Peterlini, da secretária-adjunta de Mudanças Climáticas da Sema, Elaine Corsini, e do secretário extraordinário de Comunicação, Jean Campos, o governador do estado pretende apresentar aos investidores a redução do desmatamento nos últimos 10 anos. 

Taques busca a consolidação do um grande bloco dos governadores dos Estados amazônicos. A ideia, segundo o governador, é trabalhar em conjunto como já fazem os governadores do Sudeste e do Nordeste do país. 

Nesta terça-feira, o governador se reuniu com a Norwegian Agency for Development Cooperation (NORAD) e tratou da possibilidade de financiamento para redução do desmatamento em Mato Grosso. Seguiu para reunião com o banco KfW Bankengruppe, para discutir pagamentos por resultados REDD+ em sistemas jurisdicionais. 

Ainda no período da tarde, Taques participou de reunião junto a Environmental Defense Fund, em que também buscou financiamento para redução do desmatamento no Estado. 

A última agenda do dia foi na Earth Innovation Institute. Na oportunidade, Taques tratou da gestão de riscos para uma agenda de desenvolvimento rural sustentável; a viabilização de recursos para a agenda ambiental; programa Municípios Sustentáveis e o Código Florestal. Taques também colocou em pauta a possibilidade de uma parceria entre Mato Grosso e Noruega (agenda comercial e política) e sobre a redução às restrições de mercado para os produtos de Mato Grosso. 

Nesta quarta-feira (17.06) será realizado o seminário em que será apresentado o Plano de Ação Barcelona com cerimônia de assinaturas, além de avaliação dos trabalhos desde a Declaração de Rio Branco, documento produzido durante a reunião do GCF no Brasil, no ano passado. A meta agora é que o desmatamento nos estados participantes sejam reduzidos em 80% até 2020. 

Além de Mato Grosso, outros estados brasileiros também terão representantes no evento. Entre aqueles que estão confirmados constam os seguintes governadores: Tião Viana (Acre), Marcelo Miranda (Tocantins) e Simão Jatene (Pará). Outros países levarão seus governadores, entre eles, Indonésia, Peru, México e Nigéria. Mato Grosso é um dos membros fundadores do GCF e todos os anos participa das reuniões, que já passaram pelo Brasil, Indonésia, México e Peru.

 

Da Assessoria

Redes Sociais