Frota de ônibus coletivos começa a voltar ao normal a partir de amanhã (30) na Capital

Em Reunião realizada nesta terça-feira (29) com a diretoria da Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (MTU), o prefeito Emanuel Pinheiro definiu que, a partir desta quarta-feira (30), as empresas atuam no transporte público na Capital operarão com 80% da frota. O acordo é fruto de uma atuação rápida da Prefeitura de Cuiabá, no intuito de minimizar os transtornos à população durante o período da greve geral dos caminhoneiros. A previsão final é de que, até a próxima segunda-feira (04.06), o serviço esteja normalizado com 100% dos veículos coletivos nas ruas.

Desde a última quinta-feira (24), as empresas que atuam em Cuiabá estão trabalhando com uma redução de 50% na frota total de 389 ônibus. A medida de contenção se fez necessária por conta da paralisação nacional dos caminhoneiros, que afetou diretamente a distribuição de combustível dentro do município.

Durante todo o período da greve, o Executivo cuiabano, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, tem buscado soluções para amenizar os prejuízos ao cidadão. A redução da frota foi uma forma encontrada para evitar que mais de 150 mil usuários ficassem totalmente desguarnecidos de um serviço de grande importância para o andamento da cidade.

“Desde o início estamos atentos e tomando as medidas necessárias para garantir que o principal meio de locomoção de milhares pessoas não fosse paralisado totalmente. Temos professores, estudantes, vendedores, enfermeiros, servidores públicos, além de muitos outros trabalhadores que atuam em diversas áreas, que também são importantes para o atendimento da população, e utilizam o transporte público. Ou seja, se não agíssemos rápido e com essa medida de restrição, teríamos um transtorno ainda maior, refletindo em diversos setores da cidade”, argumenta o prefeito Emanuel Pinheiro.

 

Fonte: Da Assessoria

Redes Sociais