TJ de MT lança concurso para contratar juízes

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso publicou nesta quinta-feira o edital para realização de concurso público para contratação de juízes substitutos que terão salário inicial de R$ 23,5 mil. O certame será realizado em cinco etapas, que são seletiva, escrita, oral, discursiva e avaliação de títulos. 

Ao todo, serão nove vagas, sendo seis para ampla concorrência, uma para portadores de necessidades especiais e dois negros. O Judiciário também já projeta chamar outros magistrados que estiverem classificados em seguida conforme a demanda no Estado.

As inscrições serão abertas no dia 20 deste mês e vão até 26 de setembro, podendo serem realizadas no site WWW.VUNESP.COM.BR. O valor será de R$ 235,77.

As provas serão realizadas em Cuiabá em domingos ou feriados. As datas e horários ainda serão definidas e anunciadas pela comissão organizadora do certame.

Na prova objetiva, serão 100 questões de múltiplas escolhas com cincom alternativas das disciplinas de Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito do Consumidor e Direito da Criança e do Adolescente; Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Constitucional e Direito Eleitoral; Direito Empresarial, Direito Tributário, Direito Ambiental e Direito Administrativo. Já a prova objetiva seletiva, terá duração de cinco horas.

Será considerado habilitado na prova objetiva seletiva, o candidato que obtiver, no mínimo, 30% de acerto das questões em cada bloco e, satisfeita essa condição, alcançar, também, média final de, no mínimo, 60% de acertos do total referente à soma algébrica das notas dos três blocos. Havendo até 1,5 mil candidatos inscritos, os 200 que tiverem as maiores notas serão classificados.

Se tiveram acima de 1,5 mil, serão os 300 primeiros. O TJ exige ainda uma série de documentos.

Dentre eles, se destaca que é exigido que o candidato tenha exercido a condição de advogado ou prática jurídica no mínimo de cinco anos. Ao final de todas etapas, o TJ fará a nomeação dos aprovados por ordem de classificação. O presidente da comissão do certame é o desembargador Carlos Alves da Rocha.

 

Fonte: Brenda Closs - Site Folha Max

Redes Sociais