PC faz operação Ippon na prefeitura de Cuiabá e cumpre cinco mandados de busca

A Delegacia Fazendária deflagrou nesta terça-feira a “Operação Ippon” em Cuiabá. A ação visa combater fraudes que estariam ocorrendo em projetos sociais na prefeitura de Cuiabá.

São cumpridos cinco mandados de busca e apreensão. Os alvos seriam servidoras públicas na Secretaria de Assistência Social. A sede da pasta também é alvo de mandado.

As primeiras informações são de que as supostas fraudes ocorreram nas gestões do governador eleito Mauro Mendes (DEM) e também do atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Elas envolveriam projetos relacionados a realização de competições de artes marciais.

Segundo informações da Polícia Civil, as supostas fraudes consistiam no convênio realizado entre a prefeitura de Cuiabá e o Instituto Matogrossense de Arte, Cultura e Desporto. Os convênios estariam sendo utilizados em projetos relacionados a artes marciais, destinados a favorecer crianças e adolescentes carentes.

Porém, este instituto estaria sendo “usado” para atender interesses privados. A Polícia apura que ele emitiu notas fraudulentas para que os recursos públicos fossem desviados.

O nome da operação é relacionado ao principal golpe do judô. O ippon é considerado o "golpe perfeito" e acaba com a luta assim que aplicado.

 

Fonte: Larissa Malheiros /Site Folha Max

Redes Sociais