Após operação Secretário de Saúde pede exoneração em Cuiabá

Alvo da “Operação Sangria”, deflagrada nesta terça-feira pela Delegacia Fazendária, o secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Douglas, pediu exoneração do cargo. A confirmação ocorreu na manhã de hoje, em nota encaminhada pela prefeitura de Cuiabá.

Na nota, a prefeitura não menciona a citação do secretário na operação e apenas agradece pelos “serviços prestados” a pasta. Huark vinha comandando a principal obra da capital, o novo pronto-socorro, que tem previsão de entrega para a última semana do ano.

“O chefe do Executivo municipal reconhece a competência, a dedicação e o empenho do servidor efetivo da rede pública municipal de Saúde Huark Douglas nas ações da Secretaria e o seu comprometimento com a gestão, especialmente à frente do extraordinário trabalho técnico que conduziu Cuiabá a ser contemplada no programa do governo federal denominado “Desafio Chave de Ouro””, diz a nota.

Na “Operação Sangria”, um dos endereços ligados ao ex-secretário foi revistado pela Polícia em cumprimento de mandado de busca e apreensão. Huark é apontado como “sócio oculto” da empresa Sociedade Mato-grossense de Assistência em Medicina Interna Ltda, a Pró-Clin, que seria a principal fornecedora do Hospital São Benedito.

O secretário teria beneficiado a empresa quando estava à frente da gestão da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, que administra a unidade. Segundo as investigações, na condição de gestor, o atual secretário teria realizado o pagamento de cerca de R$ 10 milhões para a empresa que seria representante.

O Ministério Público Federal divulgou ainda que recomendou ao prefeito a exoneração do secretário e a tomada de ações que fizessem com que a Proclin devolvesse os recursos recebidos da prefeitura.

Além de ser alvo da operação, Huark Douglas foi denunciado junto com o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) por conta de contratações irregulares na Saúde Pública. Segundo o MPE, o prefeito e o secretário estão atrasando propositalmente um concurso público para a área.

SUBSTITUTO

Na nota, a prefeitura afirma que o substituto de Huark será anunciado nos próximos dias. Um dos nomes cotados é o do atual procurador geral do município, Luiz Antonio Possas de Carvalho.

Íntegra da nota da prefeitura:

A Prefeitura Municipal de Cuiabá confirma o desligamento do secretário interino de Saúde, Huark Douglas Correia, que alegou questões pessoais para solicitar a exoneração. O prefeito Emanuel Pinheiro aceitou o pedido, respeitou e entendeu suas razões.

 O chefe do Executivo municipal reconhece a competência, a dedicação e o empenho do servidor efetivo da rede pública municipal de Saúde Huark Douglas nas ações da Secretaria e o seu comprometimento com a gestão, especialmente à frente do extraordinário trabalho técnico que conduziu Cuiabá a ser contemplada no programa do governo federal denominado “Desafio Chave de Ouro”. Por fim, o prefeito agradece a convivência respeitosa e profissional durante todo esse tempo.

O futuro titular da Secretaria de Saúde deverá ser definido nos próximos dias.

 

Fonte: Site Folha Max

Redes Sociais