Lei que garante RGA para vereadores da capital é revogada

Os vereadores por Cuiabá não receberão a Revisão Geral Anual (RGA). A lei que garantia o direito a reposição inflacionária aos parlamentares cuiabanos foi revogada no final do ano passado, antes mesmo de ser implementada.
 
Aprovada em janeiro de 2018, a lei que instituiu a RGA para os agentes políticos da Capital só seria paga este ano, tendo em vista o principio da anterioridade, o qual prega que mensagens que geram impacto financeiro só possam ser aplicadas no ano posterior a sua aprovação.
 
Os parlamentares receberiam o benefício pela primeira vez neste mês.
 
A revogação da lei ainda veta a concessão do benefício aos servidores comissionados, mantendo a RGA apenas para os servidores efetivos.
 
A medida visa garantir economia aos cofres públicos. “Seria um custo muito alto, porque estendia o benefício a todos os servidores, leia-se, inclusive os comissionados e, financeiramente ficava inviável realizar o pagamento logo no início do ano”, explicou o presidente da Câmara Municipal, vereador Misael Galvão (PSB).
 
 
Fonte: Da Assessoria

Redes Sociais