Piso de proteção garantirá bom estado do gramado da Arena Pantanal

Construída com um conceito multiuso, a Arena Pantanal foi escolhida pela Prefeitura de Cuiabá para sediar o Festival 300 Anos. O espaço foi planejado para abrigar diversos tipos de eventos e recebe todo cuidado na garantia da preservação de sua estrutura. Uma das preocupações do Município é assegurar que, após os três dias de festividade (06, 07 e 08 de abril), o gramado continue em bom estado de uso, para as competições esportivas também já programadas.

Para isso, o Município foi buscar no mercado aquilo que há de melhor em pisos de proteção. Após debates e analises sobre a melhora alternativa para evitar danos ao gramado, a organização optou pela utilização do Easy Floor Plus. O material é moldado em plástico polipropileno de alta resistência e impacto. Além disso, possui estrutura antiderrapante, proteção antichamas, ranhuras para ventilação e fotossíntese do gramado, bem como permite a troca de umidade com o meio ambiente.

“Serão 8 mil metros de proteção, montados por uma equipe com aproximadamente 30 trabalhadores. A nossa ideia sempre foi garantir o sucesso nessa celebração especial para Cuiabá. Portanto, entendemos que para alcançar esse objetivo a parte estrutural é um ponto fundamental. E, quando falamos da estrutura, pensamos não somente na melhor forma de aproveitar a área oferecida, mas também na preservação da mesma”, destaca o secretário de Inovação e Comunicação, Júnior Leite.

De acordo com a fornecedora exclusiva do piso no Brasil, as especificidades são suficientes para assegurar uma preservação por até sete dias de evento. Segundo a companhia, o material também é de fácil manuseamento, levando pouco mais de 3 a 4 horas, tanto para a montagem quanto para a desmontagem. Outro importante ponto é que o material permite que, dois dias depois do evento, o campo possa ser utilizado para partidas de futebol, sem prejuízo nas condições adequadas para a prática esportiva.

“Desde 2005 trabalhamos com esse tipo de piso, fazendo uma média de 30 mil metros montados por mês. Atuamos, por exemplo, nos shows realizados no Maracanã, Allianz Parque, Beira-Rio, Grêmio Arena e Nilton Santos. É obvio que o gramado perde um pouco da coloração, mais isso não significa que a vegetação esteja morta. Além disso, em cerca de três dias o gramado retoma sua cor natural”, explica o gerente comercial da Caprimar Transportes e Eventos, Felipe Campos.

 

Fonte: Da Assessoria

Redes Sociais