Prefeito entrega estudo técnico da licitação do transporte coletivo

O prefeito Emanuel Pinheiro entregou nesta quarta-feira (08), o estudo técnico para análise do processo licitatório do transporte coletivo da Capital. O estudo foi entregue antes do prazo estipulado, que era 15 de maio.

“Mais um compromisso firmado na campanha eleitoral que foi cumprida com a população, sendo essa, oferecer um atendimento de qualidade e excelência para aqueles que utilizam os serviços públicos de mobilidade urbana”, disse o prefeito.  

“Já começamos esse processo de melhorias e investimentos na área da mobilidade urbana, especificamente no que diz respeito ao transporte coletivo com a colocação de contêineres, estações, abrigos e pontos de ônibus modernos, novas estruturas e com todo conforto para o usuário que utiliza o transporte todos os dias, seja para o trabalho ou até mesmo momento de lazer. Com essa etapa da licitação, concluímos o ciclo da humanização na mobilidade urbana”, pontuou.  

Na oportunidade, Pinheiro fez questão de ressaltar que a última licitação feita no município sobre o transporte coletivo, ocorreu há mais de vinte anos. Por conta disso, diante da especificidade do tema, uma Comissão Especial de Trabalho foi criada e será formada por membros das Secretarias de Gestão, Mobilidade Urbana e da Procuradoria Geral do Município, que será responsável por acompanhar nos mínimos detalhes, todos os encaminhamentos e detalhes contidos na licitação até o final de todo o processo de escolha da nova empresa. A comissão será presidida por um membro da pasta de Gestão.

Uma das exigências que serão estabelecidas para execução do contrato de serviços e que estarão no processo, pontuou o prefeito, é de que 100% da frota tem que ser adaptada para pessoas com deficiência, WiFi disponível, carregadores de celular, câmeras de segurança, além do tempo de uso da frota que irá diminuir de cinco anos e meio de uso para 4 anos e meio, no máximo. “Quero aqui registrar que um fator que irá contribuir e pontuar a empresa como ganhadora será aquela que apresentar o maior número de carros zero km com ar condicionado. Isso será um fator positivo e irá colaborar para que possamos alcançar a nossa meta, que é de conseguir num menor tempo possível, ter 100% da frota com ar condicionado. Hoje temos 15% da frota com ar, iremos pular para 30%”, ressaltou.

“Nós vamos fazer constar no edital a preparação para o sistema sustentável, ou seja, para cada lote da frota, 04 ónibus híbridos ou elétricos, sendo esse um projeto piloto, para que no futuro toda frota a diesel, seja trocada por esse modelo voltado para a sustentabilidade e respeito ao meio ambiente”, concluiu.

 

Fonte: Da Assessoria

Redes Sociais